Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Comunicação > IX CONCURSO QUALIDADE DO CAFÉ PREMIA VENCEDORES
Início do conteúdo da página

IX CONCURSO QUALIDADE DO CAFÉ PREMIA VENCEDORES

Publicado: Segunda, 30 de Agosto de 2021, 16h56 | Última atualização em Segunda, 30 de Agosto de 2021, 16h56

A 9ª edição do Concurso Qualicafé de Colatina elegeu nesta sexta-feira (27), o melhor café conilon produzido no município de Colatina. O evento premiou, ao todo, 10 produtores, além de uma Associação de Produtores, que alcançaram as melhores notas no concurso. O primeiro lugar recebeu a premiação de R$3.500 reais. A premiação total somou R$ 15 mil.

O vice-prefeito de Colatina Rogério Resende relembrou a força do café conilon no município. “Colatina já foi o maior produtor de café conilon do mundo. O setor se transformou, mas ainda é muito presente e forte no desenvolvimento da cidade. O café faz parte do nosso dia a dia. Por isso, esse evento é muito simbólico”, disse.

Para o secretário Municipal de Desenvolvimento e Infraestrutura Rural, Raphael Guimarães, o concurso confirma a altíssima qualidade do conilon produzido no município, que se destaca na rota dos cafés especiais que merecem maior vitrine comercial. “Com a pontuação atingida por esses cafés, que foi mensurada por uma comissão técnica certificada, poderia obter prêmio nacional. Agora que atingimos a expectativa do mercado quanto à qualidade, buscamos também atratividade para a comercialização”, pontuou Raphael.

Estiveram presentes no evento de premiação, representando o prefeito Guerino Balestrassi, o vice-prefeito Rogério Resende, o secretário Municipal de Desenvolvimento e Infraestrutura Rural, Raphael Guimarães, o diretor-geral do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo, Fabio Lyrio Santos, representando Seag, Incaper e Idaf, Thiago Santos, vereadores Marcelo Pretti, Dario Júnior, Coelho e Castiglioni, além de representantes de empresas apoiadoras do concurso.

Premiados

Foram premiados os 10 melhores cafés com amostra individual e uma associação de produtores.

O primeiro colocado recebeu prêmio de R$ 3,5 mil. O segundo lugar R$ 2 mil, e terceiro colocado R$ 1,6 mil. Do quarto ao sexto lugar, premiação de R$ 800 cada e do sétimo ao décimo, prêmio de R$ 500 cada. Já a associação de Produtores recebeu um prêmio de RS 2 mil.

1º Tiago Vitor Toso Pinotti, de São João da Barra Seca

2º Wellington Schmild, de São João Pequeno

3º Neusa Maria Zanetti, de São João da Barra Seca

4º Ercilio Braun, Cascatinha do Pancas

5º Geovane Zanetti Kefer, de São João da Barra Seca

6º Elias Braun, de Cascatinha do Pancas

7º Leomar Braun, de São João Pequeno

8º Dirceu Zanetti, de São João da Barra Seca

9º Lourival Bianchi, de São João da Barra Seca

10º Jair Pinotti, de São João da Barra Seca

Associação de Produtores de São João da Barra Seca

Formação

Além da premiação em dinheiro, os três primeiros colocados também vão receber um curso de gestão em parceria com o Sebrae. Todos os 10 primeiros colocados também participar de um curso de torra, entre os dias 20 e 22 de setembro em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

Palestra

O evento contou com palestra do extensionista do Incaper, Tássio da Silva de Souza sobre “Os desafios e as oportunidades da produção de Conilon Especial”. Tássio é classificador e degustador de cafés certificado internacionalmente e mestre de torra de café.

Concurso

O Concurso foi instituído pela Lei Municipal Nº 5.622, de 08 de junho de 2010. A premiação do concurso tem como objetivo reconhecer e incentivar a produção de café conilon de qualidade em Colatina, com a aplicação de práticas sustentáveis e de melhoria do processamento pós-colheita do café, visando a conquista de um mercado diferenciado, agregando valor à produção e gerando qualidade de vida no campo.

No total, o concurso recebeu 45 amostras de café conilon, entre amostras individuais e de Associação de Produtores. De todas as amostras de café conilon inscritas, foram classificadas as 10 melhores que passaram por uma nova coleta no lote representativo (contra-prova), feita pela Comissão Técnica do concurso.

Entre os premiados, alguns atingiram a nota mínima de 80 pontos para serem classificados como café especial, segundo parâmetros estabelecidos pelo Instituto de Qualidade do Café.

O Concurso é uma realização da Prefeitura de Colatina, por meio da Semdur, Ifes Campus Itapina e Incaper, com apoio institucional do Idaf, Sebrae, Café Meridiano, Coopeavi, Associação dos Produtores Rurais de Colatina (Aprucol), Central de Associações de Produtores Rurais de Colatina (Cenapruc), Sindicato Rural e Sindicato dos Trabalhadores Rurais e contou com apoio também da Hidromaq Irrigações e Máquinas Agrícolas Agropecuária Zanotelli – AGROZAN, Casa das Irrigações e Irricol Irrigações Colatina.

Fonte: Assesoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Colatina

registrado em:
Fim do conteúdo da página